Conferência reúne Bnei Anussim

O líder espiritual do Centro Israelita do Rio Grande do Norte – CIRN, João Fernandes Dias de Medeiros, ou Rav Yohanan Yedidyah, foi destaque em uma conferência internacional sobre os descendentes de judeus convertidos à força durante a Inquisição, os chamados Bnei Anussim. Com o tema “Mapping The Anousim Diaspora: Six Centuries of Pushing Borders”, a conferência ocorreu nos dias 23 e 24 deste mês no Institute for Sefardi and Anousim Studies da Netanya Academic College, em Israel, reunindo representantes de 13 universidades de vários países.


O evento foi patrocinado pelas embaixadas de Portugal e Espanha, principais interessados no tema, uma vez que recentemente divulgaram leis permitindo o retorno dos Anussim ao país, expulsos durante a Inquisição. Durante a conferência os participantes apresentaram painéis sobre a presença e a história dos Anussim em várias partes do mundo como Canadá, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Itália, Tunísia, Ilhas Maiorca e América Latina.
Juntamente com Rav Yohanan, os rabinos Daniel Touitou e Eliyahu Birnbaum apresentaram painéis sobre os Anussim na América Latina. Rav Yohanan Yedidyah apresentou “The Phenomenon of Awakening Anousim in Northeastern Brazil”, explicando a história dos Anussim no Nordeste e Rio Grande do Norte, herdeiros do Brasil Holandês. Durante sua palestra, ele enfatizou que o renascimento do judaísmo dos Anussim ocorreu durante o domínio holandês no Nordeste, enquanto no restante do Brasil e da América católica isso não aconteceu.
Por ser um Anussim que retornou ao judaísmo, a participação do Rav Yohanan foi considerada o ponto central da conferência. Durante o evento, foi exibido um trecho do documentário “The Compelled”, da Nefesh Fundation, sobre a comunidade de Natal e mostrando cerimônia que o consagrou rabino da comunidade natalense. Após sua palestra, o Rav Yohanan foi bastante requisitado pelos presentes e pela imprensa.
No final da conferência, o Rav agradeceu a participação e ressaltou sobre a importância histórica do momento. “Dou graças a D-US da providência por este momento. Por ter sido ouvido por esta Academia e por dar testemunho de que os inquisidores não completaram seu objetivo. Não extinguiram a “heresia” judaica. Nós, Anussim, sobrevivemos como judeu. Am Israel Hay (O povo de Israel ainda vive)”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo comentário será previamente avaliado antes do mesmo ser publicado.
Favor assinar com o seu endereço de email.
Obrigado.