A Sepultura dos Justos



O Sagrado Ha Ari Hakadosh, Rabino Isaac Lúria em sua obra prima Sha'ar Haguilgulim trás um fato muito interessante que torna impossível a figura de Yeshua ter qualquer contexto com a doutrina idólatra cristã.

Capítulo 37 

"Shemuel disse: Eu cheguei a uma percepção e assim à conclusão de escrever, depois de tudo isso o local dos SEPULCROS DOS JUSTOS; alguns deles bem conhecidos, e alguns que o olho [do ser humano] ainda não chegou a vê-los.

Ele trás uma descrição da localização dos tzadikim sepultados em Tzfat, também conhecida como Safed e Safad, é considerada a capital da Alta Galiléia.

"Ao norte de Safed, saindo de Safed para o lado norte, indo em direção a vila de Ein Zeitun, passando por uma árvore de Alfarroba, está enterrado Ieshu."

A Arizal passeava pela sepultura dos justos e conversava com eles e corrigia muitos erros de de identificação incorreta de algumas sepulturas.

Concluindo: Yeshua está enterrado em Tzfat. Estivemos lá, na sinagoga do Arizal e nos foi confirmado tal fato com muita simplicidade por tzadikim que ali estavam.

Conferência reúne Bnei Anussim

O líder espiritual do Centro Israelita do Rio Grande do Norte – CIRN, João Fernandes Dias de Medeiros, ou Rav Yohanan Yedidyah, foi destaque em uma conferência internacional sobre os descendentes de judeus convertidos à força durante a Inquisição, os chamados Bnei Anussim. Com o tema “Mapping The Anousim Diaspora: Six Centuries of Pushing Borders”, a conferência ocorreu nos dias 23 e 24 deste mês no Institute for Sefardi and Anousim Studies da Netanya Academic College, em Israel, reunindo representantes de 13 universidades de vários países.
O evento foi patrocinado pelas embaixadas de Portugal e Espanha, principais interessados no tema, uma vez que recentemente divulgaram leis permitindo o retorno dos Anussim ao país, expulsos durante a Inquisição. Durante a conferência os participantes apresentaram painéis sobre a presença e a história dos Anussim em várias partes do mundo como Canadá, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Itália, Tunísia, Ilhas Maiorca e América Latina.
Juntamente com Rav Yohanan, os rabinos Daniel Touitou e Eliyahu Birnbaum apresentaram painéis sobre os Anussim na América Latina. Rav Yohanan Yedidyah apresentou “The Phenomenon of Awakening Anousim in Northeastern Brazil”, explicando a história dos Anussim no Nordeste e Rio Grande do Norte, herdeiros do Brasil Holandês. Durante sua palestra, ele enfatizou que o renascimento do judaísmo dos Anussim ocorreu durante o domínio holandês no Nordeste, enquanto no restante do Brasil e da América católica isso não aconteceu.
Por ser um Anussim que retornou ao judaísmo, a participação do Rav Yohanan foi considerada o ponto central da conferência. Durante o evento, foi exibido um trecho do documentário “The Compelled”, da Nefesh Fundation, sobre a comunidade de Natal e mostrando cerimônia que o consagrou rabino da comunidade natalense. Após sua palestra, o Rav Yohanan foi bastante requisitado pelos presentes e pela imprensa.
No final da conferência, o Rav agradeceu a participação e ressaltou sobre a importância histórica do momento. “Dou graças a D-US da providência por este momento. Por ter sido ouvido por esta Academia e por dar testemunho de que os inquisidores não completaram seu objetivo. Não extinguiram a “heresia” judaica. Nós, Anussim, sobrevivemos como judeu. Am Israel Hay (O povo de Israel ainda vive)”.

Don Isaac Abravanel






A família Abravanel é uma das mais antigas e distintas famílias judaicas sefarditas (judeus da região de Portugal e Espanha), cuja ascendência direta tem origem no Rei Davi. O verdadeiro nome de Silvio Santos, Senor, é uma alusão a Don (Señor) Isaac Abravanel, herói do povo judeu do século XIV. 


Don Isaac Abravanel era filósofo e estudioso da Bíblia. Foi ministro das finanças dos reinos de Portugal e Espanha, financiou as conquistas daqueles impérios. Quando os judeus foram expulsos da Espanha, tentou impedir a perseguição religiosa, mas não conseguiu. Ao invés de se converter ao cristianismo, seguiu junto com o povo judeu, tendo perdido toda a sua fortuna.


Na Galeria da Fama, no SBT, em meio a centenas de troféus conquistados pelo animador, há uma pequena placa oferecida pelo Conselho Sefaradi em tributo a Don Isaac, que foi entregue a Silvio Santos.



Retirado do blog desenvolvido por entusiastas e admiradores do artista Silvio Santos 

POR QUE O BRASIL ROMPEU RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS COM ISRAEL?


Essa matéria não é o padrão do perfil desse blog, porém se existe imprensa livre (ainda) é preciso saber os fatos que não são notícias das mídias cotidianas. Não é simplesmente um ato de ser contra o governo, mas sim mostrar o que está sendo feito e até onde seus ideais bolivariano pode levar esse país.

Por que a simpatia Petista com o Hamas?

Qual é a origem e a trajetória do PT? O que poderia se esperar de um governo que investe 957 milhões de dólares em Cuba numa obra, erguida pela Odebrecht em parceria com a cubana Quality. 

10° Confarad – 13 a 15 de setembro – Rio

PROGRAMA

Dia 13 de Setembro de 2014

17:30h – Boas Vindas – Anna Bentes Bloch – Mestre de Cerimônia
Havdalá – Nelson Zeitune
Abertura – Hinos de Israel e do Brasil
Samuel Elis Benoliel – Presidente do Conselho Sefaradi
Homenagem Orgulho Sefaradi – Moisés Balassiano, Henri Joseph El Mann e Rabino Isaac Benzaquen
Homenagem Sefaradi Benemérito – Wolff Klabin 
Leitura do Édito de expulsão dos judeus da Espanha
Encerramento – “Grupo Angeles y Malahines de Cultura Sefaradi, do CIB” regido pelo Maestro José Behar
Jantar com em Homenagem ao Embaixador de Israel Reda Mansour

Parte da biografia de Martinho Lutero e comentários de historiadores desmascarando a história

Parte da biografia de Martinho Lutero e comentários de historiadores desmascarando a história que ficou ocultada do pai de todos os protestantes evangélicos, o maior anti-semita que se tem registrado, exagero? NÃO!! Hitler era seu seguidor, Martinho Lutero se expressou de forma prepotente ao comentar do jesus que ele acreditava e em relação a toda nação Judaica, este é aquele que tem o respeito dos evangélicos, o propulsor do maior genocídio (holocausto onde 6 milhões de Judeus morreram entre outros fatos) já registrado em toda história da humanidade. Pastores protestantes se concentram mais no que eles creem serem erros do catolicismo do que em fazerem um exame dos escritos de seus próprios fundadores.

- Martim Lutero escreveu:

Anita Novinsky "A Inquisição no Brasil"

A mais importante pista para identificar um marrano está justamente nos arquivos da Inquisição. Aproximadamente 40 mil julgamentos resistiram ao tempo, 95% deles referentes a crimes. 

QUAL É A RAIZ DO PROBLEMA?

FEDERAÇÃO ISRAELITA DE SÃO PAULO

Qual é a raiz do problema? aonde está o nó a ser desatado para que as pessoas possam entender na guerra paralela de informações o que é a essência deste conflito. O presidente da Federação Israelita, Mario Fleck, faz uma analise resumida de 10 pontos para entender o contexto do problema e da solução. 

Novo direito à nacionalidade portuguesa para brasileiros

Novo direito à nacionalidade portuguesa para brasileiros

Resumo: A nova lei portuguesa que altera a Lei da Nacionalidade portuguesa traz direito de nacionalidade portuguesa para brasileiros descendentes de judeus portugueses (sefarditas) que migraram para o Brasil em razão da inquisição portuguesa que ocorreu entre 23 de maio de 1536 a 31 de março 1821.

Sumário: Introdução

  1. Motivação e histórico a lei.
  2. Dos requisitos legais. 
  3. Conceito de Nacionalidade.
  4. Dos princípios ius soli e ius sanguinis.
  5. Da alteração da Lei da Nacionalidade portuguesa.
  6. Qualidade subjetiva para o direito. 
  7. Documentação necessária para instrução no processo. 
  8. Descendência no direito português

Aprovada nacionalidade portuguesa para judeus sefarditas


O Parlamento português aprovou hoje por unanimidade a nacionalidade portuguesa para os descendentes dos judeus sefarditas expulsos de Portugal a partir do século XV proposta em projectos do PS e CDS-PP. 


Os projectos do PS e CDS-PP, ambos aprovados por unanimidade, prevêem a atribuição da nacionalidade portuguesa por naturalização aos descendentes de judeus sefarditas portugueses que demonstrem “tradição de pertença a uma comunidade sefardita de origem portuguesa, com base em requisitos objectivos comprovados de ligação a Portugal, designadamente apelidos, idioma familiar, descendência directa ou colateral”. 

A Espanha publica a primeira lista oficial de judeus Sefaradi

Sefardita - Lista de Sobrenomes


Primeira lista oficial de famílias de judeus Ibéricos, publicada pelo governo espanhol.
Depois de 500 anos de não reconhecimento como judeus,  felizmente tudo está mudando para o povo sefardita.

Nomes que serão usados ​​para dar a cidadania a descendentes de sefarditas.
De acordo com as regras, as pessoas com esses sobrenomes, pertencem a comunidade judaica e existe uma  organização comunitária destinada ao reconhecimento para cidadania.

( publicado no diariojudio.com)

A origem sefaradita da música flamenca


Lenda da música flamenca e um dos maiores guitarristas de todos os tempos, Paco é categórico nessa entrevista, realizada há alguns anos: “Eu pensava que o flamenco estivesse mais ligado aos árabes, mas estou seguro de que o flamenco que fazemos hoje está muito mais vinculado à música que se fazia nas sinagogas sefaraditas”.
Ele conta em vídeo (veja abaixo) que percebeu a grande influência que a música judaica teve no flamenco, após descobrir partituras sefaraditas em Toledo, cidade onde viveu.
Por muito tempo se acreditou também que a música flamenca tivesse origem cigana. Hoje, a maioria dos autores assegura que os ciganos não tinham tradição musical ao chegar à Espanha, mas aprenderam a tocar rapidamente e com muita habilidade.
O adjetivo “flamenco” teria sido criado pelos judeus espanhóis para denominar aquelas melodias, então religiosas, que seus correligionários que emigraram para a Holanda e Flandres (Flemish é o nome da região norte da Bélgica) podiam cantar no culto religioso, sem medo da Inquisição espanhola.

Os judeus sefaraditas haviam vivido na Espanha por pelo menos 1.500 anos, até sua expulsão em 1492.

Quais foram as diferenças entre as Inquisições?

A Inquisição moderna, diferentemente da medieval, contava com estruturas fixas e um corpo hierarquizado de agentes em atividades permanente. A de Castela e Leão, fundada por iniciativa da coroa, atuou na Espanha e em suas colônias da América Latina, nos países Baixos e em regiões da Península Itálica sob domínio da monarquia hispânica sem maiores problemas de adaptação. Só foi abolida em 1834.
A portuguesa, estabelecida em 1536, na sequência de difíceis negociações desencadeadas pelo rei D. João III, vigorou nos territórios de Portugal e de seu império pluri continental, desde Macau, no extremo oriente, até o Brasil. Foi extinta em 1821.

RIO DE JANEIRO UM PORTO SEGURO PARA OS MARRANOS

No século XVII, a capitania de Rio de Janeiro mostrava uma estrutura social e econômica sob o domínio marrano. O grosso da população livre era de origem israelita. Como narra SALVADOR (1976: 62 E 63) desde a conquista, vinha-se formando ali uma comunidade marrana. No início do período de 1560 a 1580, estabeleceram-se dez famílias troncos. Em seguida, até 1600, contavam-se 25. de 1601 a 1620, somam-se mais de 17 casais.


360 ​​anos dos Judeus Sefarditas na América.

Na data de 20 de Novembro de 2013, Judeus Sefarditas e a editora Sephardic Legacy Series foram homenageados no prédio do Senado Russell - Sala Caucus de Kennedy, um almoço exclusivo no Capitólio dos EUA, o Congresso celebrou os 360 ​​anos dos Judeus Sefarditas na América. 
O objetivo do evento foi para comemorar a chegada dos primeiros Judeus nos Estados Unidos da América, lembrar da vida e as contribuições de Emma Lazarus, que é bem conhecida por seu poema "The New Colossus" gravado em uma placa de bronze no pedestal da Estátua da Liberdade. Além disso, uma lista enorme com as autoridades do Congresso dos EUA dando homenagem à valiosa contribuição dos Judeus Sefarditas na América.